quinta-feira, 30 de julho de 2009

A defesa

Manuela de 5 anos, vem à consulta com o pai. O casal está passando por uma crise e a cada pergunta ou comentário que faço o pai comenta ou "alfineta":
“A sua mãe não faz nada disto!”
“Se a mãe dela fizesse alguma coisa...”
“Com a mãe que ela tem...”
A menina já chateada e envergonhada pelos comentários do pai e sem a mãe presente para se defender, toma a atitude mais madura que já presenciei em toda a minha vida! Ela olha calmamente pro pai e prá mim e diz:
-Olha, esta é a mãe que eu tenho! Eu não tenho culpa do que ela faz! Ela não está aqui! E quem escolheu a minha mãe foi você pai!
Segue-se um silêncio constrangedor...

3 comentários:

Sergio disse...

Hahahah!! Acho que estão confundindo sua especialidade - psicóloga!
Sergio

Iris Rocha disse...

Se a Manuela quando crescer for se candidatar a algum cargo político eu voto nela com certeza...

Luciane disse...

Tomara que a minha Manuella me defenda assim se for preciso! rs
A propósito Zuleid, ano que vem vou encomendá-la! Vai reservando sua agenda... rs