segunda-feira, 30 de novembro de 2009

O som do cavalo!

video

Alguma coisas que para uns são tão simples para outros é uma superação!

Poder ver Rafael imitar o som do cavalo na equoterapia é uma emoção para os que sabem o quanto este bravo garoto já conseguiu!

Parabéns Rafael!

domingo, 29 de novembro de 2009

O X é frágil, mas o Lú é fortíssimo!

Luiz Fernando é um cara espetacular!
Tem os olhos mais lindos do mundo e a alma mais doce que já pude encontrar!
Conheço o Lú desde bebêzinho e sempre notamos que a sua forma de se desenvolver era um pouco diferente das demais crianças.
Depois de várias pesquisas e investigações descobrimos que é portador da Síndrome do X Frágil, uma alteração genética com algumas particularidades que fazem destas pessoas seres um pouco diferentes dos padrões.
Mas na realidade só mesmo ele pôde se definir tão bem como o fez num dia em que ouviu alguém me perguntar se ele era uma criança especial. Ele me abraçou com aqueles braços fortes e bronzeados e com a vozinha grossa e rouca que só ele tem, e me disse:

-Zú, eu sou "especial" prá você né!*

* Essa foi a cor mais próxima dos seus olhos meu amor, mas Papai-do-céu só fez esta cor prá você que é de fato especial!

www.xfragil.com.br

sábado, 28 de novembro de 2009

Trabalho de criança!


Yasmin, é esta menina que está aí no alto do blog examinando a boneca.
Agora com quase 4 anos, já tem argumentos concretos quando a questão é direito de criança...
-Yasmin, pegue "aquilo" ali prá mim!
-Pega você mamãe!
-Oh filhinha, mamãe tá tão cansada...
-Eu também tô cansada!
-Ah é?? Quem é que estava trabalhando até agora?
-Você não sabia que brincar é trabalho de criança? Brincar também cansa viu?!

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Só quero amar!

video

Sarah é uma menina muito eclética; aos 4 anos consegue ir de música religiosa a sucessos de Tim Maia com a mesma desenvoltura!

Prestem atenção ao gingado dos ombros e a vozinha que, mesmo hoje com amigdalite e febre, manteve-se afinadíssima!

Eu também Sarah "Só quero amar" gente como você!

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Mudando de casa.

Victor de 3 anos e meio estava percebendo toda aquela agitação em sua casa com a aproximação do nascimento do irmãozinho.
De repente alguém notou que ele estava quietinho sentado, só ouvindo...
-O que foi meu amor? Perguntou a avó.
-Vó, você sabe prá onde eu vou quando o Arthur chegar?
-Como assim meu filho?
-É que vocês "tão" aí falando de quando ele chegar. A casa agora vai ser do Arthur né?!
E com a carinha mais triste do mundo completou
-Agora eu "vou ir" prá outra casa?

Feliz Natal


Giovanni de "quase 4 anos"tem uma forma muito pessoal de definir datas:
- Giovanni, você e a Laís vão prá praia?
-Vamos, mas só depois do Feliz Natal!

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Cada filho com sua mãe!

Danilo de 4 anos ficou muito bravo ao ver seus pais prontos para um programa noturno do qual ele não faria parte:
-Pai, você tem que parar de sair todo dia com a minha mãe!
E com os olhinhos cheios de lágrimas completou:
-Eu não saio com a sua!

Escolhida

Ellen de 4 anos comenta a respeito dos passarinhos:
-O passarinho é meu!
-Não filha, eles só "moram" na nossa árvore!
-Mas tem um monte de àrvore na nossa rua e eles escolheram a minha àrvore porque gostaram de ser meus!

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Novos nomes!


Mateus de 3 anos chegou em casa muito bravo!
Olhou sério prá mãe e desabafou:
-Sabia que a tia hoje me deu capim prá comer na escola?
-Capim meu filho?
-É, ela fala que tem outro nome, que chama SALADA, mas é capim porque tem flor junto!
-Flor???
-É, mas ela também inventou outro nome, disse que é COUVE-FLOR!
Mateus, você tem razão, esta professora tá mudando tudo né?

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Questão de atitude!

Giovanna é uma menina meiga, de poucas palavras,"miudinha"no tamanho mas de muita atitude!
Há muito tempo eu vinha pedindo que ela largasse a chupeta, mas sua mãe insistia em tratá-la como bebê e mantinha em casa um "estoque" de chupetas que invariavelmente iam parar na boquinha da garota ao menor sinal de sono!
Pois bem, há 20 dias a mãe falou pela primeira vez:
-Giovanna, você precisa largar esta chupeta!
-Eu só chupo porque você me dá!
-???Como é minha filha???
-É só você não ficar me dando que eu não chupo!
E desde então a mãe viu que a Gi não é mais um bebê e minha amiguinha se tornou ainda mais bonita!
Parabéns Giovanna, você realmente é uma menina de atitude!
Parabéns Célia, você ajudou sua filha crescer!

domingo, 22 de novembro de 2009

"Sóping Médica"



Roberto chega em casa com a bolsinha que havia ganhado na consulta.
A avó pergunta:
-De onde você vem com essa bolsa tão bonita?
-Do "Sóping Médica"!
-Ah é??Que shopping é esse?
- É um "sóping" de bebê!!

sábado, 21 de novembro de 2009

Os apressadinhos!

Augusto de 5 anos teve um motivo mais do que especial para a escolha da futura profissão.
-Ah, eu vou querer ser igual a esses moços que têm aquelas malas e que entram aqui na sua sala.
-Ah, representantes de laboratórios! Que legal! Você gosta de fazer propaganda dos remédios ou você acha mais legal a mala que eles carregam?
-Nenhum dos dois, é que eu não gosto de ficar esperando e eles não esperam, todo médico que eu vou eles sempre entram na minha frente!

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Afrodisíaco

-Tia Zuleid, meu pai é afrodisíaco*!
-Como é que é ???
-Minha mãe que falou...
-??Como assim Renan??
-Ele tem mania de tomar remédio, né mãe?!
Vou aqui omitir as fotos por motivos óbvios!!
* Ele quis dizer hipocondríaco!

Artilheiro da Portuguesa

Confesso não ser muito entendida em futebol, mas certos atletas nos fazem ter vontade de torcer por seus times. Leonardo de 5 anos arrasou no último jogo em sua escolinha e isto fez com que ele aspirasse a jogar no time de seu coração.
Quem não tem vontade de torcer para este futuro artilheiro da Portuguesa?
Dá-lhe Leo e dá-lhe Lusa!!
video

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

De como uma chupeta fez de um menino um herói.


Caio, você tinha 4 anos e precisava largar a chupeta!
Os dentes já estavam se deformando, comprometendo a arcada dentária.
Fizemos um trato:
A chupeta ficaria sob minha guarda no consultório e só seria jogada no lixo quando você decidisse!
E assim, a cada consulta eu abria a caixa onde a chupeta estava e mostrava que ela estava lá como eu tinha prometido. Assim ficamos por seis longos meses até o dia em que você pegou a chupeta, olhou bem, apertou com os dedinhos e disse:
-Ela nem deve ter mais gosto né tia? Melhor jogar fora...
-Isto é com você meu amor! Eu só estou guardando aqui prá você.
-O que você acha? Jogo fora?
-Eu não sei porque não sou tão forte e valente como você! Só pessoas muito fortes conseguem deixar uma chupeta dentro de uma caixa tanto tempo...Só pessoas assim podem resolver este assunto!
E num arroubo de coragem você pegou a chupeta já grudenta, jogou rápido no lixo e me olhou com os olhos brilhantes e marejados de coragem e saudade da "companheira", correu até meu colo, me abraçou e falou:
-É, você não ia conseguir fazer isto mesmo! Você é só um pouquinho corajosa!
Naquele dia você saiu da minha sala como um herói prá nós dois!
Até hoje eu sinto meus olhos cheios de água ao lembrar sua coragem!

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Essa gente que é artista!

Ana Carolina e Beatriz estão sempre me surpreendendo com bilhetes, desenhos e cartões transbordantes de carinho! Hoje vieram à consulta ainda mais bonitas, os cabelinhos maravilhosamente elaborados e trouxeram um priminho, Gabriel! Ao elogiá-las ouvi de Ana Carolina (a menor) uma explicação para tanta beleza:
-Quando "a gente" vem aqui ver você "a gente" fica tão alegre que "a gente" vira artista! É por isso que "a gente" fica bonita assim!
P.S. Observem o "detalhe" do pézinho da artista!

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Tons de marrom.

Gabriel tem a felicidade de ser cuidado pela "avó" Nice! Ela foi babá da mãe dele e desde aquela época alegra a família com seu amor e seu sorriso cativante. É a melhor avó do mundo!
Esta semana ele aproveitou tanto a piscina que está mais "marronzinho" e ao se ver com a nova cor já deduziu:
-Vó, se eu ficar bastante no sol eu fico marrom igual a você?
E depois concluiu:
-Vó, quando você era pequena igual eu, você também era da minha cor?

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Pedro e Mariana

Esta dupla é uma coisa linda: Pedro e Mariana! Cada qual com seu jeito e suas características, mas ambos me deixando tonta com tantas perguntas a cada consulta!
Hoje eu expliquei a Mariana que seria necessário fazer um exame para ver sua garganta por dentro e ela me respondeu:
-Prá que tia, você já tá vendo ela por fora; e é só eu abrir bem a boca e com essa sua lanterna mágica (a da foto) você vê direitinho!
Em seguida comentei que Pedro estava com secreção no nariz e ele quis saber o que era isso.
-É o catarro que fica dentro de nosso nariz.
-Ah! É a catota?
-É sim, é o nome científico da catota. Completou a mãe deles.
-Tô pensando numa coisa...Quando o Bruno (colega da escola) "tiver" tirando catota do nariz eu vou falar assim: "Bruno, pára de tirar secreção do nariz" rsrsrsrs. Aí eu quero ver se a professora sabe mesmo das coisas! Quero ver se ela sabe esse nome da catota!

domingo, 15 de novembro de 2009

Ajudante.


Gabriela de 4 anos tem uma memória prodigiosa, é capaz de repetir as histórias que ouve com detalhes e após 1 única audição! Também já escreve seu nome e o dos pais mas o que ela mais gosta mesmo é ajudar. Não entenderam? Vejam só:
-Quando eu crescer eu quero ser médica.
-De gente pequena ou de gente grande?
-De qualquer um! Mas eu também quero ser professora e quero ser...Ah, de verdade eu quero ser assim...ajudante sabe?
-Não...eu não estou entendendo Gabriela.
-Assim...se alguém precisar de qualquer ajuda em qualquer coisa eu quero ajudar, entendeu agora?


sábado, 14 de novembro de 2009

Interpretando o gráfico

Giulia de 7 anos está preocupada com sua estatura porque se considera muito pequena.
Mas ela é uma pessoa que não se conforma com meias palavras, quer explicações convincentes!
Mostrei a ela o gráfico de crescimento e expliquei que ela se encontra na média. Esta explicação que até para muitos adultos é difícil, não teve mistérios para ela que concluiu:
-Já entendi, eu tô aqui bem no meio, e se eu seguir até ali na frente essa linha chega em 162 cm . É deste tamanho que eu vou ser?
-Isto mesmo! E você não acha que esta altura está boa?
-É...acho que sim. Mas então agora entendi quando você diz que alguém vai ficar desse tamanho ou daquele! Você não está advinhando, só "estudando" o gráfico!

É isso mesmo menininha, igual ao seu futuro, qualquer pessoa que lhe conheça pode prever:
Será brilhante como você!

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Xeque-mate!


Ricardo sempre foi muito bom no Xadrez! Este ano ele mudou de escola e por ser conhecido por sua performance foi convidado a ir junto com a equipe da qual fez parte, ao campeonato intermunicipal de escolas.
Pois bem, era "só prá brincar" como frisou o professor anfitrião, mas o resultado foi um só:
Ricardo foi o campeão na categoria individual!
E aí estava armada a maior confusão. Ricardo foi no ônibus com a delegação da escola e a final ele decidiu com um aluno da escola que o levou!
Resultado, voltou com o troféu na mão e no mesmo ônibus do adversário que derrotou e junto com toda a equipe! Não sei como não foi "linchado"!
O comentário dele sobre esta situação:
-Era prá brincar e eu ganhei a brincadeira! Não vejo nenhum problema nisto!
Nem eu Ricardo! Da minha parte acho que o melhor a fazer é comemorar com a escola velha o título novo!
Alguém aí tem outra opinião?

O cavalheiro e a "peruinha"








Danielle de 2 anos e 4 meses e Guilherme de 3 anos e 8 meses são os irmãozinhos mais ligados que já vi!
O Gui se refere à Dani como "minha lindinha", "minha Daninha".
Na última consulta eles estavam demais, perguntei a ela sobre a roupa e ouvi:
-Minha sandália é de "peruinha"!
E ele sem um minuto de demora e no maior cavalheirismo completou:
-Mas é de peruinha bem lindinha!

A paciência da mamãe.


Nicolly de 4 anos tem uma queixa:
-Tia, minha mãe só gosta de mim na hora que eu acordo...
Fala isto com aqueles olhos mais lindos do mundo quase pedindo colo.
-Quem falou isto meu amor? Eu pergunto quase "esganando" a mãe com os olhos!
-Ela! Ela fala assim: -Ai Nicolly você conversa tanto na minha cabeça que eu sou aguento de manhã quando minha paciência tá começando!
-E você meu amor, o que falou prá ela?
-Eu falei assim : Ô mãe eu tenho que conversar é com você porque eu sou sua filha! E eu gosto de você toda hora até quando você tá muito chata com suas amigas e suas conversas!
Depois disto olha com uma cara bem safada e pergunta:
-Tia zuleid você pode dar um jeito nela prá mim? Você pode dar mais paciência prá ela?



Vou tentar dar um jeito em sua mãe viu Nicolly!
Mas peraí! Aposto que vocês estão todos achando que esta mãe é uma peste né?
A Dani é um doce, quem é uma pimentinha é esta "portuguesinha" com cara de anjo!

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

A advogada


Júlia, Luiza e Clara (nessa sequência na foto) são trigêmeas com uma peculiaridade, têm gênios completamente diferentes!!
Na semana passada Júlia teve dor de garganta e veio à consulta com a tia:
- Júlia, e as meninas estão bem?
-Humhum!
Fez assentindo com a cabeça.
-Quem de vocês é a mais comportada?
-Todo mundo!
E depois de uma pausa continua:
- Só a Clara é que é muito mandona! Tenho certeza que ela vai ser advogada, porque toda hora ela tem um monte de papel prá escrever e só fica dando ordem prá todo mundo!



quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Homeopatia

Dennis tinha 5 anos e sua mãe resolveu aderir a uma nova modalidade de tratamento, e por isto fiquei alguns meses sem vê-lo. Mas certo dia, após uma uma nova crise a mãe retornou:
-Mas que saudade Dennis! O que você andou fazendo esse tempo todo?
-Eu nada...
-Tudo bem com você?
-Tá nada! Minha mãe "inventou" de fazer um tratamento que minha tia "inventou"!
Falou isso com cara brava e olhando de "rabo de olho" prá mãe que, muito desconcertada, replicou:
-De onde você tirou essa idéia de pôr sua tia na história meu filho??
-Ué, você não disse que aquelas bolinhas eram"mel pa tia"?

Leitora

Iris de 2 anos pega um livrinho que está sobre a minha mesa, eu pergunto:
-O que você vai fazer com este livro?
-Vou ler!

Simples assim!

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Faringite.

Lucas de 4 anos veio ao consultório com queixa de tosse. Após examiná-lo dei o diagnóstico:
-É faringite!
Ele me olhou com uma cara de espanto e disse:
-Eu não tenho nada disto não! Eu não comi nada de farinha, só a minha vó, eu nem provei!

De barriga prá baixo!


Examinava Pedro de 3 anos e meio e pedi a ele:
-Pedro, agora barriga para baixo!
Ele parou por uns instantes como se pensasse sobre o que deveria fazer, murchou a barriguinha e disse:
-Tia a minha barriga não vai lá prá baixo, ela só fica aqui em cima!!

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Pero Vaz de Caminha

Danilo de 7 anos deu uma resposta sensacional à seguinte pergunta da prova .
-Quem escreveu a carta para o Rei de Portugal contando do descobrimento do Brasil?
E ele:
-Um babaca qualquer porque nem tinha correio! Aquilo foi relatório!

As aparências enganam!

Há alguns anos, tive que internar Lucas, um garoto de 8 anos, que chegou ao pronto-socorro onde eu trabalhava com uma crise de asma fortíssima.
O hospital era muito simples e não dispunha de UTI pediátrica, e o garoto necessitava daquele recurso naquele momento e não tive outro recurso, coloquei-o na UTI de adultos.
Ele foi admitido por volta do meio dia e poucos minutos depois um paciente teve uma parada cardíaca. É claro que a enfermagem utilizou um biombo para isolá-lo, mas ele viu algumas coisas.
Pois bem, à tarde a enfermeira me chamou e disse que ele não queria dormir de maneira nenhuma, que ele não chorava nem reclamava, mas não dormia! Tentei saber o que estava acontecendo mas ele nada disse, permaneceu calado e acordado.
Já por volta das 22:00hs um novo paciente foi admitido. Assim que a enfermagem instalou o rapaz, este relaxou e fechou os olhos para dormir quando escutou a vozinha de Lucas falando bem baixinho, cochichando mesmo:
-Moço! Moço! Não dorme! Não dorme não!!!
-Porque?
-É que este aparelho que tá aí ligado em você é de um médico muito bravo; se o aparelho apitar o médico vem lá de dentro e te dá a maior surra, ele dá muito soco em você!
-Como é que é???Perguntou o moço já querendo rir.
-É verdade! Na hora que eu cheguei aqui eu vi! Tinha um cara aqui do meu lado que dormiu e o aparelho apitou e eu vi quando o médico entrou gritando e já batendo nele, eles fecharam a cortina mas eu vi! Eu é que não durmo de jeito nenhum!!
Estava explicado! Ele tinha presenciado o monitor cardíaco apitar denunciando a parada cardíaca e em seguida os procedimentos para reversão com massagem cardíaca que realmente é muito vigorosa.
Fui chamada e junto com o médico "dono do aparelho" explicamos tudo a ele que pode ver o suposto agredido já recuperado e finalmente relaxou e dormiu como um anjinho!


domingo, 8 de novembro de 2009

Vinícius e Sabrina


Vinícius e Sabrina como todos os irmãos, são muito diferentes! Vinícius por exemplo, quer ser pai quando crescer! E trata deste assunto com muita seriedade, como seu objetivo de vida máximo! E tenho certeza que será um super-pai!
Sabrina por outro lado, é a irreverência em forma de "pingo de gente"!
Certo dia ele estava com os cabelos "grandes"para os seus padrões, ou seja, já se viam os lindos cachinhos! Mas não é o que mais agrada meu amiguinho que está sempre impecável.
Ele, já agitado para ir logo prá escola e sem encontrar seus lápis, perguntou:
-Alguém viu meus lápis?
Sabrina, que não perde uma chance, respondeu:
-Procura dentro de seus cabelos!Quem sabe né...aí dentro dá prá esconder qualquer coisa!

O espaçador e suas outras utilidades.


Marcela de 4anos, ao iniciar na escola, espantou-se com um coleguinha que chorava e se debatia na entrada da escola. Depois de alguns minutos de luta, o garoto "perdeu o fôlego”.
Marcela não teve dúvidas, sacou o seu espaçador e o colocou no rosto do amiguinho que de susto “achou o fôlego” na hora!
Comentário da garota na seqüência:
-Pensei que fosse a asma dele!

sábado, 7 de novembro de 2009

Marca-texto!


Priscilla ao comentar o gosto duvidoso de uma tia que, apesar de toda a opulência física, insiste em usar roupas de cores e feitios chamativos:
-O que ela gosta mesmo é de roupa tipo "marca-texto”!!

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Dez Direitos Naturais das Crianças.

Algumas crianças também se disfarçam de adultos no dia-a-dia ou na dureza de suas funções, mas é só terem uma chance que deixam transparecer a beleza de sentimentos e a capacidade de extrair do simples o mais dificil: Ser inteiro!
Recebi este e-mail de uma pessoa muito especial e tomo a liberdade de dividir com vocês a alegria e emoção contidas no link que podem acessar, mas quero que todos conheçam os "Dez Direitos Naturais das Crianças" que transcrevo abaixo.
P.S. O Ricardo eu já sabia que era especial , a surpresa foi o Rubem Alves !

"Saudações, drª Zuleid...
Dia desses, ouvi falarem do http://simplesassimzuleid.blogspot.com/, e fui conferir mais de perto... Gostei muito dos relatos que li. Tem cada figuraça!!! Morri de rir.
Lembrei-me, então, de uma crônica do Rubem Alves (extraída dehttp://www2.uol.com.br/aprendiz/n_colunas/r_alves/id131002.htm) que, presumo, seja de seu conhecimento."... o melhor de tudo são as crianças..."
Ricardo André Ribeiro Barbosa

"Dez Direitos Naturais dasCrianças"
1. Direito ao ócio: Toda criança tem o direito de viver momentos de tempo não programado pelos adultos.
2. Direito a sujar-se: Toda criança tem o direito de brincarcom a terra, a areia, a água, a lama, as pedras.
3. Direito aos sentidos: Toda criança tem o direito de sentir os gostos e os perfumesoferecidos pela natureza.
4. Direito ao diálogo: Toda criança tem o direito de falar sem ser interrompida, de ser levada a sério nas suas idéias, de ter explicações para suas dúvidas e de escutar uma fala mansa, sem gritos.
5. Direito ao uso das mãos: Toda criança tem odireito de pregar pregos, de cortar e raspar madeira, de lixar, colar,modelar o barro, amarrar barbantes e cordas, de acender o fogo. 6.Direito a um bom início: Toda criança tem o direito de comer alimentos sãos desde o nascimento, de beber água limpa e respirar ar puro.
7.Direito à rua: Toda criança tem o direito de brincar na rua e na praça ede andar livremente pelos caminhos, sem medo de ser atropelada por motoristas que pensam que as vias lhes pertencem.
8. Direito à natureza selvagem: Toda criança tem o direito de construir uma cabana nos bosques, de ter um arbusto onde se esconder e árvores nas quais subir.
9. Direito ao silêncio: Toda criança tem o direito de escutar o rumor do vento, o canto dos pássaros, o murmúrio das águas.
10. Direito à poesia:Toda criança tem o direito de ver o sol nascer e se pôr e de ver as estrelas e a lua."
E aí eu pedi às crianças licença para acrescentar o décimo primeiro direito:
"Todo adulto tem o direito de ser criança..."
E eu, aqui como representante das crianças que fazem este blog existir, pela grandeza de suas almas, e pela excelências dos serviços prestados à essas mesmas crianças, Ricardo e Rubem Alves, lhes concedo este direito.
Um forte abraço!

Acumulando conhecimentos.

Danilo ao chegar da escola em seus primeiros dias de aula desbafou:
-Aquela escola é uma porcaria! Ninguém sabe de nada que eu pergunto e tudo o que eu quero fazer é "só outra hora". A única coisa que eu aprendi hoje foi fazer fila!

Você não vale nada mas eu gosto de você...

prá imaginar um dançarino de 78 cm e 8 kg??

É o Marco Antônio com 1 ano e 4 meses.

Olha o charme dele.

video

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

O enterro

Thales viu as despesas da família com a internação da avó e sabia que os pais estavam sem dinheiro. Afinal era este o assunto todas as vezes que se reuniam para as refeições.
Alguns dias depois, ao ver o avô doente alertou :
-Vô, se você acha que vai morrer, espera um pouco porque agora meu pai tá sem dinheiro pro seu enterro.

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Crescendo...


A vida passa muito rápido,basta acompanhar as mudanças na vida de pessoinhas que conhecemos desde que nasceram:

experimentam sabores...

transformam-se em atletas...

às vezes ficam mal humorados...

depois dão risadas...

descobrem formatos e utilidades...

viram alunos...

e um belo dia numa praia da Bahia...

transformam-se em nudistas...

porque a liberdade é o que espera essa gente de coração e alma aberta!

Assim é com o Arthur que eu vejo crescer desde que nasceu... video

A praia sob pontos-de-vista diversos


Pedro Paulo tinha voltado de sua primeira viagem à praia.Tinha sido um fracasso, ele tinha detestado! Ao ser perguntado sobre suas impressões respondeu:
-Olha tia, é uma piscina muito grande que fica indo e voltando e com um chão que corre bem depressa...
E como se não bastasse arrematou:
-E lá longe tem um monstro que fala "Vem cá...Vem cá...Vem cá..."
Foi assim que ele interpretou o som das ondas quebrando!


Já Marcela gostou muito:

-É um parquinho bem grande onde gente grande também pode brincar na areia.
E sobre o mar disse:
-Eu não gostei é daquela água que fica linguando a perna da gente!

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Apertando a tecla SAP

Nicholas mora em Boston com os pais e o irmão brasileiros, mas vem sempre ao Brasil e porisso fala fluentemente o português e o inglês. A grande dificuldade surgiu quando foi passar férias no Rio, onde mora parte da família da mãe.
De volta a São Paulo me contou:
-Em Boston eu me chamo Nicholas, no "Brasil de São Paulo" também me chamo Nicholas, mas no "Brasil do Rio" eu me chamo Nicholashsss!

-no mais puro sotaque carioca!

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Cadê o outro?

Gabriel de 2 anos ao reparar a semelhança entre suas duas primas gêmeas.
-Mamãe, cadê o outro Bel?

Soletrando.


Marjorie e eu havíamos conversado sobre a necessidade de variar os alimentos e ela sabia que precisava ter pelo menos 3 coisas em seu prato.
Naquele almoço na casa de sua tia, foi questionada quando só queria salsicha:
-Você não combinou com a Dra. Zuleid que iria comer direitinho?
-Eu combinei e tô comendo...olha aqui no prato SAL-SI-CHA!Três coisas!!!

domingo, 1 de novembro de 2009

A alfabetizadora.


Monique de 2 anos e 8 meses estava tentando conversar com as demais crianças da sala de espera, Beatriz de 1 ano e Giovanna 7 meses.
-Oi, você sabe conversar? Perguntava ela curvando-se para encarar as pequeninas nos colos das suas mães.
Não obtendo resposta e um "tantinho" decepcionada voltou a perguntar:
-Você sabe conversar? Desta vez a pergunta era dirigida à Giovanna.
A pequena sorriu e balbuciou:
-Ah...
Monique com seu senso nato de professora, engata:
-Bê, Cê, Dê...
Como não foi imitada pela bebezinha resolveu mudar a estratégia; virou-se para nós e concluiu sábiamente:
-Acho que eu vou ensinar "a vogals" que é mais fácil né!
e continuou sua aula:
-E...I...O...U.