quinta-feira, 19 de novembro de 2009

De como uma chupeta fez de um menino um herói.


Caio, você tinha 4 anos e precisava largar a chupeta!
Os dentes já estavam se deformando, comprometendo a arcada dentária.
Fizemos um trato:
A chupeta ficaria sob minha guarda no consultório e só seria jogada no lixo quando você decidisse!
E assim, a cada consulta eu abria a caixa onde a chupeta estava e mostrava que ela estava lá como eu tinha prometido. Assim ficamos por seis longos meses até o dia em que você pegou a chupeta, olhou bem, apertou com os dedinhos e disse:
-Ela nem deve ter mais gosto né tia? Melhor jogar fora...
-Isto é com você meu amor! Eu só estou guardando aqui prá você.
-O que você acha? Jogo fora?
-Eu não sei porque não sou tão forte e valente como você! Só pessoas muito fortes conseguem deixar uma chupeta dentro de uma caixa tanto tempo...Só pessoas assim podem resolver este assunto!
E num arroubo de coragem você pegou a chupeta já grudenta, jogou rápido no lixo e me olhou com os olhos brilhantes e marejados de coragem e saudade da "companheira", correu até meu colo, me abraçou e falou:
-É, você não ia conseguir fazer isto mesmo! Você é só um pouquinho corajosa!
Naquele dia você saiu da minha sala como um herói prá nós dois!
Até hoje eu sinto meus olhos cheios de água ao lembrar sua coragem!

4 comentários:

Anônimo disse...

Dra. Zuleid,
Fiquei arrepiado ao ler este post! E olha que tenho 67 anos e sou avô!
Que sensibilidade e que grandeza de alma a sua! A forma como conseguiu conduzir-se com esta criança mostra o quanto a senhora é especial.
Tenho certeza que o Caio deve ter esta lembrança guarda em sua alma com carinho pois poucas pessoa têm a chanca de ser elevadas desta forma como a senhora fez com ele justamente em um momento em que "o mundo" conspirava contra ele. quando ele era apontado como o menino da chupeta e a doutora foi capaz de transformá-lo em um super-herói!
Quem nos dera encontrar pela vida quem assim nos acolhesse quando estamos fragilizados!
Deus há de tê-la na mais profunda proteção, pois aqui na terra seus feitos a tornam um anjo para essas crianças.
Sou um parente do Gabriel Silva um de seus protegidos e através da mãe dele soube de seu blog.
Um forte abraço!
Heitor Cappo.

Iris Rocha disse...

Que lindo e muito corajoso mesmo!!!! Diferente de mim que fui icentivada por minha avó a fazer uma troca com minha mãe, troquei minha chupeta por uma boneca, chorei muito abraçada a boneca sentindo falta da chupeta, mas foi uma troca justa e até hoje tenho a boneca guardada...

Acontecia enquanto eles cresciam..... disse...

Boa tarde Drª
O Roberto fez quase igual deixou debaixo do travesseiro por uns dias depois, jogou no lixo ,outro dia acho que ele teve saudade da "companheira".E me perguntou dela, quando lembrei que ele havia jogado, ele se olhou no espelho e disse.
O que vc fez !!!!!!? rsrsrs .Mas depois disso esqueceu a companheira rsrsrs

O Caio realmente foi muito corajoso, e você mais uma vez o Anjo que tem sempre a melhor solução ,anjo em quem eles podem confiar!
E assim você segue colaborando na formação dos nossos futuros heróis.

Anônimo disse...

Olá Dra Zuleid

Que história linda!

Eu tenho uma filha que se chama Fernanda que está sob os cuidados da Dra Zuleid desde os seus 5 meses....ela tem sido maravilhosa todas as vezes que precisei e nas suas respostas para os meus emails (que não são poucos)...obrigada por tudo e com certeza por muitos anos que estaremos juntas.

Beijos

Bel e Fernandinha