terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Na areia.

André tinha 6 anos e estava passando férias com toda a família na praia. Tinham alugado um apartamento bem pertinho do mar. A mãe recomendou:
-Não se afastem da mamãe. E se por acaso se perderem, olhem prá este nosso guarda-sol, e voltem prá cá!
Só mesmo na cabeça das mães imaginar que a criança sabe procurar pelo guarda-sol! (Mesmo um daqueles bem chamativos).Pois bem, André foi buscar água no mar e quando se virou não conseguiu mais localizar o guarda-sol!
Após alguns minutos a mãe se pôs a procurá-lo e em segundos já estava em pânico! Logo mais um quase exército de pessoas estava empenhada em encontrar o garoto! Gritavam, andavam, perguntavam e nada!
A irmãzinha teve a idéia de ver se ele estava em casa, mas ninguém lhe deu ouvidos; só muito tempo depois foram procurar no prédio "Quem sabe alguém levou André prá casa?" alguém sugeriu.
Pois bem, lá estava André com a avó assitindo T.V e já "almoçado"!
-André meu fliho! Graças a DEUS! Quem trouxe você?
-Eu vim sózinho!
-Como você achou o prédio menino?
-Eu marquei pelo posto de gasolina! Eu fui buscar água e não consegui achar o guarda-sol, aí eu andei um pouco e vi o posto e procurei o prédio, e daí eu vim prá cá prá ficar com a vovó!
-Ele me disse que tinha avisado vocês! Completou a avó com cara de quem nada estava entendendo.
-Eu avisei!
-Prá quem?
-Eu escrevi na praia: Já fui embora, André.


*Aqui cabe uma informação útil:
Criança só anda prá frente quando se perde na praia!
Elas têm a impressão que "ali na frente" vão achar a família!

2 comentários:

Anônimo disse...

Adorei esta forma de comunicação!
Esse André deveria patentear!
Abraços.
Josiane

Joyce disse...

Meu deus, quantas risadasss...

Quee criativoooo! Eles nem precisam fazer MKT para isso, incrível!!

Lindoss...

Joycee Rodrigues