domingo, 18 de abril de 2010

Crescimento instantâneo

Quando Danilo nasceu Gabriel tinha 3 anos e meio e ficou muito decepcionado com o irmãozinho:
-Mamãe, esse meu irmão serve prá que?
-Como assim meu amor?
-Ele não sabe brincar...nem conversar...nem nada!
-Ah!!...É porque ele ainda é muito pequenininho e ainda vai precisar comer bastante, igual a você, prá crescer e poder brincar! 
(Danilo nasceu prematuro aos 6 meses de gestação com 1 kg e 30 cm!)
Passados 10 minutos Gabriel volta radiante e me diz:
-Acho que agora ele já pode jogar bola!
-Não meu amor, ele ainda vai demorar um pouquinho...ainda não deu tempo!
-Mas você disse que depois que ele comesse bastante ele ia crescer... Eu já dei ovo prá ele!
Corri pro quarto e felizmente consegui tirar o ovo de codorna que ele tinha enfiado na boquinha do irmão!

11 comentários:

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Adorei!

zuleid disse...

Obrigada pela visita ...fui lá também e deixei meu recado!
Beijos!

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Zuleid,

Criança realmente não tem noção do perigo, por isso temos que ficar de olho em cada passo. O mais bacana, aqui no seu blog, é essa troca de experiência que vivenciamos. Tenho um filho também e sei o quanto é difícil certas coisas, mas, em compensação, a alegria reina em nossa lar.

Espero não perder contato, viu?

Beijo imenso, menina linda.

Rebeca

-

zuleid disse...

Claro!! Será um imenso prazer ter vcs aqui e visitá-los nas suas letras!

Solange Maia disse...

uau !

ovinho de cordorna para o irmãozinho poder jogar bola ?!?!?!

é... é uma idéia !!!!

beijocas

zuleid disse...

Talvez se eu tivesse comido alguns não tivesse ficado tão baixinha!!!hahaha!
Beijos Solange, adorei a sua avó!!
Que fofa!!

Iris Rocha disse...

O Gabriel vai contar essa história pra Mila qdo ela crescer?? Se ele resolver dar irmãozinhos a ela vai ter que ficar de olho para a primogênita não usar a receita da vitamina instantânea de crescimento que o pai dela inventou rsrs...

Historinhas mágicas essas que você conta aki... mas ainda vou reclamar que você está devendo a foto dos seu filhos qdo pequenos...

Beijos Iris

Sylvia Araujo disse...

rsrsrsrs como eu queria manter em mim essa leveza. Achar que os problemas se resolvem assim, como num passe de mágica. Com meu filho desaprendo a ser adulta todos os dias. É o processo inverso. Quanto menos, mais!

Beijoca

zuleid disse...

É isso mesmo! Eles nos ensinam a ser reais e despidos de todas as amarras!
Aprendo diariamente com eles.

Anônimo disse...

Zú, esse blog, e essas histórias tornam nossa vida "simples assim"...essa do Gabriel foi ótimaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa....Espero que ele não dê essa "receitinha" pra Mila!!!...E o Danilo...quem diria que nasceu tão pequititico?...Não é ele que é fortão???...O ovinho fez efeito!
bjoooooo...Cris

zuleid disse...

Oi Cris!
Sim,o Dan hoje é um fortão! Será que o Ricardo não comeu um ovinho deste quando nenê?? Vamos investigar!
Beijos!