sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Roxo "escurão"

Larissa estava internada, sofria com uma grave doença e não reclamava de nada! Nem mesmo a diálise era capaz de tirar de seu rosto o brilho e o sorriso!
Fui visitá-la e levar lápis de cor e cadernos de desenho que sempre foram seus objetos de desejo. Assim que me viu, me abraçou forte e fez uma pergunta muito difícil:
-Tia Zuleid, eu tomei vacina sem chorar, tomei remédio direitinho...Porque eu tô aqui no hospital?
Antes que eu pudesse responder, olhou os lápis, abriu um grande sorriso e "cobrou":
-Só estas cores? Eu queria o roxo!
-Mas tem roxo, olha aqui!
-Mas é clarinho...eu queria o "escurão"! Disse arregalando os enormes olhos azuis.
-Tá bom tia, eu pinto desta cor e penso que "tá" da cor que eu gosto...
-Ah Larissa, você pode usar estes por enquanto que depois eu trago o escurão!


Que pena Larissa, você foi pintar com o Papai-do-ceú antes que eu pudesse voltar!



Um comentário:

Moreko disse...

Sua passagem aqui na terra foi pequena, porém foi gigantesco o ensinamentos que nos deixou.
Seus olhos marcantes, sua simpatia tão natural e sua alegria constante ....assim como seu nome mesmo significa"cheia de alegria".. não resta dúvidas é um “anjo”... Sei que está em um lugar, que melhor... não há.....Se for escrever tudo o que essa menina dizia e fazia meu deus....Bom sou suspeita em falar né “Mãe é mãe”. Obrigada Tia Zú... .. pelo carinho e amor que dedicou a minha filha e a muitas que ainda vão passar com você....bjks. Marta.