sábado, 1 de agosto de 2009

Tudo tem hora


Maria Eduarda de 3 anos foi ao pronto-socorro com dor de garganta.
A pediatra que estava atendendo insistia com a mãe que a obesidade era mais importante (naquele momento) do que a amigdalite. A mãe explicava que a criança já estava recebendo orientação e fazendo uma adequação da dieta, mas nada, a pediatra insistia:
-A senhora não está vendo que esta criança está gorda?
Nesta hora a criança não se agüentou:
-Ih mãe, imagina se ela conhecer meu pai heimm?

Nenhum comentário: